Galeria

A madeira do eucalipto

A madeira do eucalipto

Possui o alburno delgado, com menos de 3cm e cor clara. O cerne tem cores que variam do amarelado ao pardo-avermelhado e ao vermelho. A madeira apresenta pouco brilho e é macia a moderadamente dura ao corte.

Um grande problema na madeira de eucalipto é a formação de tiloses nos vasos de grande parte das espécies. Elas são responsáveis pela dificuldade de secagem e pela inexistente tratabilidade dos lenhos.

A madeira pode ser trabalhada, facilitando cortes de superfícies, sem grandes dificuldades. As variações dos tipos de madeira do eucalipto são enormes e muito úteis, pois vão das leves e de baixa durabilidade às aptas às utilizações estruturais e de durabilidade relativa.

Hoje em dia, em algumas empresas, os eucaliptos são clonados de matrizes selecionadas e melhoradas para uso específico, como por exemplo, madeiras de ótima qualidade.

Resistência do eucalipto 

Em mais de 200 espécies de eucalipto, é observada, na maioria delas, a elevada resistência.

O primeiro aspecto observado, em relação à resistência do eucalipto, é a grande variabilidade ao longo do raio ou na direção medula-casca, no tronco de madeira, está relacionada à formação de madeira juvenil que possui resistência inferior à adulta. O segundo aspecto é a formação de um cerne frágil, que pode ocorrer em árvores de rápido crescimento e maiores diâmetros, o que reduz, assustadoramente, a resistência da madeira.

Durabilidade da madeira

A durabilidade consiste na resistência a ataques físicos, químicos e biológicos.

  • resistência biológica: relacionada a fungos, insetos e perfuradores marinhos;
  • resistência química: relacionada a ácidos e álcalis;
  • resistência física: resistência a agentes ambientais ou climáticos, como vento, chuva, alternância de umidade e existência de radiação.

Os agentes biológicos são, normalmente, os mais identificados.

A resistência da madeira é medida pelo uso de compostos químicos, chamados extrativos. Aqueles que conferem resistência à madeira são de caráter fenólico, com propriedades fungicidas e inseticidas, localizados sempre no cerne das madeiras.

A deterioração da madeira é causada pelos fungos e cupins.

A madeira de cerne de eucalipto é impermeável ao uso de soluções de tratamento. O meio alternativo está no tratamento por difusão, com substâncias difusíveis à base de boro.

  Uso da madeira de eucalipto

As florestas de eucalipto devem sempre estar passando pelo processo de reflorestamento. São importantes matérias-primas no Brasil e na economia global.

O mercado para madeiras de reflorestamento deverá ser intensificado,  com a redução de madeiras nativas da região Amazônica. 

  • Construção civil: é o segundo segmento mais expressivo para a utilização dessa madeira. São utilizadas em pontaletes, vigas, caibros, sarrafos, colunas, além de componentes de vedações;
  • Construções rurais: o pequeno produtor rural pode se tornar autossuficiente por meio de uma pequena plantação em sua propriedade; 
  • Móveis: o eucalipto é muito utilizado na fabricação de móveis, sendo o Brasil uma área muito dinâmica na exportação destes;
  • Embalagens: é o setor que mais consome madeira de eucalipto serrada. Existem, aproximadamente, 300 fábricas de embalagens, no Brasil, estas divididas em subsegmentos;
  • Playgrounds: é o uso em sua forma roliça e preservada; 
  • Artefatos de madeira: as madeiras serradas são aproveitadas em brinquedos, artigos de copa e cozinha, gaiolas, cabos de ferramentas, artigos esportivos e de recreação.

Por Natália Mayrink De Lazzari

Share it!

CONTATO

(34) 3843-1330 - Eucamad
comercial@eucamad.com.br
(34) 99649-1222 - Ismael 
ismael@eucamad.com.br
(34) 99105-5713 - Ademar
ademar@eucamad.com.br

 

Fale Conosco